Tradutor
EnglishFrenchGermanSpainItalianDutch
RussianPortugueseJapaneseKoreanArabicChinese Simplified
Convidado
Mensagens: 0


Alterar
Ver
Tópicos e mensagens
Agosto 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Calendário Calendário


Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Ir em baixo

Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Mensagem  Convidado em Outubro 30th 2015, 21:58

Parte 1 – Orientações Iniciais

Diversas soluções:
Existem muitas maneiras e produtos para se fazer o acabamento das diversas peças e locais das motocicletas. As sugestões apresentadas nesta matéria são apenas algumas dessas formas, e não tem a pretensão de ser a palavra final sobre o assunto.

Fundamentos:
Há quase oito anos lavo motocicletas de maneira artesanal, nesse período já lavei pessoalmente mais de 3.600 motos. As soluções apresentadas surgiram do resultado pela busca de propostas para acabamento durante esses anos. Sempre busquei para as diversas peças das motocicletas soluções especificas para cada uma. Acima de tudo essas soluções devem ser simples de serem utilizadas e sempre visando segurança e a conservação das peças.

A quem se destina:
Este trabalho se destina especificamente para os motociclistas que gostam de cuidar pessoalmente de sua motocicleta e acima de tudo que “curtem” conservar sua motocicleta, mantendo-a sempre com boa apresentação visual. E que gostam de discutir e debater esse tipo de assunto com outros amigos motociclistas.

Eficiência e Segurança:
Um dos pontos pretendidos nesse trabalho é o ponto de equilíbrio entre eficiência e segurança na conservação das peças e materiais. De nada adianta um produto ser excelente para remover sujeira e dar acabamento nas peças da motocicleta, se ele não for seguro para ser utilizado de forma adequada, para todas as situações especificas da motocicleta.


Tipos e Marcas de Produtos:
A finalidade desta matéria é transmitir orientações praticas e fundamentos. A marca do produto não deve ser o objeto principal da discussão. Muito importante ressaltar que o resultado final dependera muito mais da forma de se utilizar o produto. Portanto o mais importante é a atividade e não a marca do produto utilizado. Não é interesse desta matéria citar marcas comerciais de produtos, evitando-se assim problemas mercadológicos e comerciais. Portanto marcas especificas não serão citadas. Não haverá discussão e comparação entre os tipos e marcas de produtos existentes no mercado. É interessante que cada motociclista, através de pesquisa própria, aprenda a conhecer os diversos tipos e marcas de produtos disponíveis no mercado, somente assim conseguira adquirir conhecimentos para decidir quais marcas melhor atendem suas necessidades.

Parte 2 – As soluções Sugeridas:

Pintura com verniz, muito nova, sem riscos, limpa:
Lustra moveis ou cera tipo auto brilho, ou então a mistura das duas. A concentração da mistura ira variar conforme o estado da pintura e o interesse do motociclista. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Pintura com verniz, nova, riscos leves, levemente impregnada:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade pura ou misturada com um pouco de cera tipo auto brilho. A concentrações da mistura depende do estado da pintura. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Pintura com verniz, levemente opaca, com riscos, e impregnação:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade acrescida com uma quantidade mínima de massa de polimento fina. A concentração da mistura depende da real condição que se encontra a pintura. Depois da recuperação do verniz com a mistura acima pode se aplicar cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Pintura com verniz, detonada, muitos riscos, opaca e bem impregnada.
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade acrescida com massa de polimento fina. A quantidade de massa colocada na cera depende de cada situação especifica. Depois da recuperação do verniz com a mistura acima pode se aplicar cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Riscos e impregnações na pintura com verniz:
Primeira etapa com massa de polimento fina aplicada diretamente nos locais onde existem riscos, arranhões e impregnações. Segunda etapa com cera liquida automotiva de baixa abrasividade aplicada em toda a peça. Depois da recuperação do verniz com as ações acima pode se aplicar cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Pinturas tipo preto fosco e outras como a do quadro da motocicleta:
Mistura de lustra moveis com gotas mínimas de óleo mineral. A concentração do óleo mineral dependera do acabamento que se pretende, ou seja, mais ou menos brilho. Aplicação com esponja e acabamento com tecido sintético sem algodão.

Peça plástica colorida sem verniz (Plásticos Off-Road), nova e limpa:
Lustra moveis ou cera tipo auto brilho, ou então a mistura das duas. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peça plástica colorida sem verniz (Plásticos Off-Road), levemente impregnada:
Primeira etapa com lustra moveis acrescido com uma quantidade mínima de cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Segunda etapa com lustra moveis acrescido com uma quantidade mínima de cera tipo auto brilho. Como é uma situação muito distinta e especial deve-se fazer uma mistura especifica conforme cada situação. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças pintadas protegidas com plásticos adesivos:
Lustra moveis ou cera tipo auto brilho, ou então a mistura das duas. A concentração dos produtos na mistura depende do resultado esperado. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças plásticas pretas foscas tipo para lama traseiro:
Mistura de lustra moveis com algumas gotas de óleo mineral. A concentração do óleo mineral dependera do estado da peça, ou seja, nova, velha, ressecada, etc. A concentração da mistura dependera também do resultado esperado em cada situação. Aplicação com esponja e ou pincel, remoção de excessos e acabamento com tecido sintético sem algodão.

Peças plásticas cromadas:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade pura ou misturada com um pouco de cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças metálicas cromadas novas:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade acrescida com uma boa quantidade de produto para lustrar metais. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças metálicas cromadas detonadas:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade acrescida com massa de polimento fina e produto de lustrar metais. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças de Alumínio e Ligas Leves em geral, sem proteção, detonadas:
Primeira etapa com massa de polimento fina. Segunda etapa com cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Terceira etapa com cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças de Alumínio e Ligas Leves em geral, sem proteção:
Primeira etapa com cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Segunda etapa com cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Peças de Alumínio e Ligas Leves em geral, anodizadas:
Lustra moveis misturado com uma pequena quantidade de cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Punhos pretos e cabos de comandos:
Mistura de lustra moveis com poucas gotas de óleo mineral. A quantidade de óleo mineral deve ser mínima. As peças deverão secar naturalmente, não devem manchar ao toque e nem acumular pó. Aplicação com pincel e acabamento com pincel seco.

Peças e painéis de plástico preto tipo painel de automóvel:
Mistura de lustra moveis com poucas gotas de óleo mineral. A concentração do óleo mineral deve ser bem pequena. As peças deverão secar naturalmente, não devem manchar ao toque e nem acumular pó. Aplicação com esponja ou pincel. Remoção de excessos com tecido sintético sem algodão

Bolhas ou pára-brisas de plástico ou acrílico:
Lustra moveis misturado com um pouco de cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Lentes Plásticas das setas e lanternas novas:
Lustra moveis misturado com um pouco de cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Lentes Plásticas das setas e lanternas, ressecadas e opacas:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Para essa atividade deve-se aplicar uma gota em uma ponta da flanela e fazer movimentos fortes com os dedos sobre a peça plástica. Com essa ação será removida a parte superior ressecada do plástico, assim a peça voltara a ficar bonita novamente. Em seguida fazer o acabamento com flanela seca e limpa.

Vidros dos espelhos retrovisores:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Para essa atividade o espelho deve estar bem seco, é comum ficar umidade na parte inferior. Aplicar uma pequena gota em uma ponta da flanela e começar pelo centro do espelho, com movimento circular chegar até as laterais evitando o acumulo de cera nos cantos. Esperar a cera secar e em seguida fazer a remoção com uma flanela bem seca e bem limpa.

Vidros do farol e dos visores de velocímetros e conta-giros:
Bata com a unha ou costa do dedo na peça para descobrir se ela é de vidro ou de plástico. Se for de vidro utilize cera liquida automotiva de baixa abrasividade. Para essa atividade o painel deve estar bem seco. Aplicar uma pequena gota em uma ponta da flanela e começar pelo centro do vidro, com movimento circular do dedo chegue até as laterais evitando o acumulo de cera nos cantos. Esperar secar e fazer a remoção com uma flanela seca e limpa.

Plásticos do farol e dos visores de velocímetros e conta-giros:
Bata com a unha ou costa do dedo na peça para descobrir se ela é de vidro ou de plástico. Se for de plástico utilize lustra moveis, cera auto brilho ou mistura das duas. Para essa atividade o painel deve estar bem seco. Aplicar uma pequena gota em uma ponta da flanela e começar pelo centro do vidro, com movimento circular do dedo chegue até as laterais evitando o acumulo de produto nos cantos. Esperar secar e fazer a remoção com uma flanela bem seca e bem limpa.

Bancos e Alforjes de Couro levemente ressecados:
Lustra moveis misturado com algumas gotas de óleo mineral. Aplicação com espoja, remoção bem eficiente de excessos com tecido sintético sem algodão, levemente umedecido.

Bancos e Alforjes de Couro ressecados e com coloração desgastada:
Primeira etapa com óleo mineral puro para hidratar o couro, aplicado com esponja, deixando secar de um dia para outro. Segunda etapa com graxa de sapato da cor do alforje aplicado com esponja escovando em seguida. Terceira etapa com lustra moveis. Aplicação com espoja, remoção bem eficiente de excessos com tecido sintético sem algodão levemente umedecido.

Bancos em corvim, courino, plásticos e similares levemente ressecados:
Lustra moveis. Aplicação com espoja, remoção bem eficiente de excessos com tecido sintético sem algodão levemente umedecido.

Bancos em geral, de couro e outros, novos e sem problemas:
Na lavagem fazer um trabalho bem detalhado com sabão liquido, utilizando-se esponjas e escovas plásticas. Deixar secar bem. Depois de seco, no acabamento, passar somente um pano de tecido sintético sem algodão, levemente umedecido.

Motores:
Querosene com óleo mineral. Com um pincel, aplica-se com moderação. A seguir deve-se remover o excesso com pincel seco e pano de tecido sintético sem algodão. Obs: Essa mistura não deve ser aplicada em borrachas e plásticos. Obs: Esse acabamento na realidade é uma “maquiagem” provisória, pois com o aquecimento, depois de algum tempo, o motor volta a ficar com seu aspecto ressecado.

Escapamentos não cromados diversos:
Misturar querosene com óleo mineral. Aplica-se com esponja. A seguir deve-se remover o excesso com pano de tecido sintético sem algodão. Obs: Esse acabamento na realidade é uma “maquiagem” provisória, pois com o aquecimento, depois de algum tempo, o escapamento volta a ficar com seu aspecto ressecado.

Escapamentos com pintura em preto fosco.
Misturar um pouco de querosene, com um pouco de óleo mineral e um pouco de graxa de sapato preto. A mistura deve ficar cremosa. Aplicar com pincel e esponja. Remover o excesso com pano de tecido sintético sem algodão. Obs: Esse acabamento na realidade é uma “maquiagem” provisória, pois com o aquecimento, depois de algum tempo, o escapamento voltara a ficar com seu aspecto ressecado.

Pneus:
Mistura de produto para pneu preto viscoso especial, com produto para pneu automotivo comum e água. Aplicar a mistura com um pincel com as cerdas cortadas com um comprimento de apenas 1,5 cm. Deixa-se secar por um tempo. Para que o mesmo não fique “melado” e excessivamente brilhante deve-se remover o excesso com um pano umedecido. Obs: O tempo que ficar secando e a maior ou menor umidade do pano, é que irão definir o brilho mais ou menos acentuado do pneu.

Rodas pintadas lisas desgastada e sem brilho:
Cera liquida automotiva de baixa abrasividade pura ou misturada com um pouco de cera tipo auto brilho. Aplicação e acabamento com flanela nova e limpa.

Rodas pintadas lisas novas:
Mistura de lustra moveis com poucas gotas de óleo mineral. A concentração do óleo mineral deve ser bem pequena. As rodas deverão secar naturalmente, não devem manchar ao toque e nem acumular pó. Aplicação com pincel. Remoção e acabamento com tecido sintético sem algodão.

Rodas pintadas com tinta fosca e porosa:
Mistura de lustra moveis com óleo mineral. A concentração do óleo mineral dependera do acabamento que se pretende, ou seja, mais ou menos brilho. Mantenho sempre algumas misturas com concentrações diferentes que escolho conforme o gosto do cliente. Aplicação e acabamento com pincel.

Colméia de radiador preto detonado:
Misturar um pouco de querosene, com um pouco de óleo mineral e um pouco de graxa de sapato preto. Aplicar o produto com pincel. Remover excessos com o pincel seco.

Colméia de radiador em geral:
Misturar um pouco de querosene, com um pouco de óleo mineral. Aplicar o produto com pincel. Remover excessos com o pincel seco.

Discos, Suportes e Pinças de Freio:
Mistura de lustra moveis com poucas gotas de óleo mineral. A concentração do óleo mineral deve ser bem pequena. As peças deverão secar naturalmente, não devem manchar ao toque e nem acumular pó. Aplicação com pincel. Remoção de excessos no disco com tecido sintético sem algodão

Conjunto de Transmissão Secundário:
Mistura de Óleo Sae 90 com um pouco de graxa de boa qualidade. Aplicar com escova de dente. Alem da lubrificação a conservação do sistema de transmissão secundário envolve outros diversos fatores, leia em meu blog www.tasnaweb.com, minha matéria completa sobre o assunto.

3 – Observações, dicas e orientações gerais:

Sugestões especificas para pintura:
Nesta matéria estou relacionando diversas sugestões de acabamento em geral, para maiores detalhes sobre ações próprias para pinturas, como aplicação e remoção de ceras, favor procurar matéria especifica em meu blog www.tasnaweb.com

Abrasivos:
São minerais muito finos, como os talcos, que fazem parte da composição de algumas ceras automotivas, cuja finalidade é funcionar como uma lixa que ira limpar as pinturas.

Plásticos e borrachas:
Evitar sempre a utilização de produtos derivados de petróleo, como querosene, óleo diesel, em plásticos, borrachas existentes em peças como cabos, mangueiras e outras.

Óleo mineral:
O Óleo mineral é um produto puro, existe inclusive produção para uso medicinal. Também é produzido e embalado para uso na recuperação de couros, que é o formato que uso, sendo encontrado em lojas de artigos de couro e para sapateiros.

Viseiras de capacetes, bolhas, para brisas, plásticos translúcidos, acrílicos, etc:
Nunca utilizar ceras com abrasivos.

Cera Auto Brilho:
A cera auto brilho na realidade é uma cera automotiva liquida de boa qualidade, sem abrasivos, que deixa uma película protetora, normalmente vendida em lojas especializada em materiais para pintura automotiva.

Remoção de Ferrugem:
Ver matéria especifica sobre o assunto em meu blog www.tasnaweb.com

Pintura externa dos capacetes:
Conforme o tipo e o estado da pintura de seu capacete utilize uma das sugestões para pintura com verniz citadas nesta matéria.

Bancos:
Deve-se evitar a utilização de produtos nos bancos, mas quando isso for totalmente necessário, deve-se remover muito bem qualquer produto aplicado nos bancos a fim de evitar que o mesmo fique escorregadio e comprometa a segurança da pilotagem. Para esse fim utilize um pano de tecido sintético sem algodão levemente umedecido com água.

Lustra Moveis:
Comprar somente lustra moveis de coloração esbranquiçada, leitosa, cremosa, e de boa qualidade.

Remoção de plásticos grudados em escape cromado:
Ver matéria especifica sobre o assunto em meu blog www.tasnaweb.com

Tecido sintético sem algodão:
Deve ser feita à utilização desse tipo desse tecido para o acabamento de serviços em locais onde não se deseja que fiquem resíduos e farpas de algodão. Camisetas velhas com pouca composição de algodão podem muito bem ser utilizadas. Para que esses panos realmente não soltem farpas é importante que os mesmos não tenham sido colocados na maquina para serem lavados junto com tecidos de algodão como a flanela e outros.

Logística para acabamento geral:
Deve-se iniciar pelas rodas, a seguir fazer o acabamento completo no motor, em seguida tratar as peças pretas e plásticos, em seguida os cromados e só por ultimo a cera nas partes pintadas.

Logística para acabamento das rodas:
Primeiro deve-se fazer o acabamento nos pneus, a seguir nas pinças, suportes e discos de freio e somente por ultimo nas rodas.

Produtos para Pneu:
Existe um produto preto viscoso de uso profissional vendido em lojas que revendem material para lava rápido automotivo. Existem também os produtos automotivos a base de glicose, transparente e colorido, normalmente vendidos em supermercados.

Cuidados com o acabamento dos Pneus:
Não se deve utilizar silicone ou produtos gordurosos nos pneus, pois alem de permitirem a aderência de pó e terra, esses produtos podem escorrer para a banda de rodagem e provocar um acidente.

Atenção com os radiadores (água e óleo):
Para fazer o acabamento em radiadores deve-se utilizar pincel com as cerdas cortadas com um comprimento de dois cm. O corte do cabo do pincel, reduzindo seu comprimento também ajuda no trabalho, uma vez que o radiador geralmente fica em local de difícil acesso. Exige-se muito cuidado e atenção para manusear as células das colméias dos radiadores, pois a mesmas são muito sensíveis. Para isso segure sempre o pincel reto e alinhado de frente para o radiador e faça movimentos sempre de cima para baixo ou vice-versa. Atenção: Nunca movimente o pincel da direita para a esquerda ou vice-versa.

Autor: Tomás André dos Santos

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Mensagem  Convidado em Outubro 30th 2015, 22:08

Aqui esta o Blog vale a pena darem uma vista olhos.

Boas curvas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Mensagem  Convidado em Outubro 30th 2015, 23:13



Muito bom ::MFIXE

Belo tópico ::PALMAS ::PALMAS ::PALMAS

Boas curvas

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Mensagem  Convidado em Novembro 1st 2015, 22:11

Não tenho palavras ::PALMAS

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Soluções detalhadas para acabamento geral das nossas meninas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum